Aprendendo Gaita de Boca

Um dos instrumentos musicais mais legais que existem é a gaita de boca. Ao contrário do que muitos pensam, não é nem um pouco difícil tocar gaita, pelo contrário, só é preciso dedicação e esforço. Além, é claro, de um material certo para iniciantes. Ouça músicas e repare na maneira como o gaitista assopra. 

A primeira coisa que você precisa saber sobre a gaita é que ela pode tocar tanto melodia como harmonia. Harmonia se refere aos acordes (união de duas ou mais notas). A melodia, por outro lado, consistem em cada nota em particular. Quando alguém está cantarolando uma música qualquer, por exemplo, está fazendo a melodia, pois a voz não consegue emitir mais de uma nota ao mesmo tempo (acordes). Alguns instrumentos que são apenas melódicos são o saxofone, a flauta doce, o trompete, entre outros instrumentos de sopro. Como instrumentos harmônicos (que podem tocar tanto melodia como harmonia) tempos o violão, a guitarra, o teclado ou piano, etc. A gaita de boca é uma das exceções dos instrumentos de sopro, pois consegue emitir o som de acordes, apenas de ter alguma limitação nessa esfera. Para tocar acordes você precisa assoprar em três orifícios ao mesmo tempo.

Existem basicamente 3 tipos de gaita: diatônica, cromática e oitavada. A gaita oitavada é mais usada para estilos musicais folclóricos. A gaita cromática é aquela que possui uma chave lateral. A gaita diatônica é o modelo mais indicado para se começar a tocar. Confira o vídeo abaixo que explica qual a melhor gaita para começar a tocar:

https://www.youtube.com/watch?v=d4Xqg1t_k70

Cada gaita diatônica é afinada em uma determinada tonalidade. Existe a gaita em dó, gaita em ré, mi, fá, etc. Mas não é pelo fato de cada gaita estar em uma tonalidade que você não consiga tocar outras tonalidades na mesma gaita. Algumas técnicas (como a técnica de bends) permite que você alcance outras notas no mesmo instrumento.

Em cada gaita afinada em um tom é possível tocar em até 3 tonalidades. A primeira tonalidade é o tom da gaita, é a escala de modelo straight harp. A segunda é tocada a partir da segunda posição (ou cross harp), que nada mais é do que a escala pentatônica menor acrescida de uma nota (escala blues). A terceira posição permite soar ainda ourta tonalidade. Tudo isso é explicado com detalhes no método de gaita, desenvolvido por Rodrigo Brasileiro do Descomplicando a Música.

Algumas músicas não exigem muita técnica na execução mas ainda assim parecem que o músico é experiente no instrumento. O curso do Descomplicando a Música mostra exatamente isso: aprendizados de músicas legais, que você ouve e fica admirado com a técnica e qualidade do instrumentista.